Hyun Gyu Lim: Horário nobre para "O Ás"

"Tarec é a maior ameaça que já enfrentei. Ele é um campeão do mundial e um grande lutador. Se vencê-lo, eu vou ter superado o maior obstáculo que já enfrentei  " - Hyun Gyu Lim
Peso meio-médio do UFC - Hyun Gyu LimMuito antes de se tornar "O Ás", uma força da natural do peso meio-médio que venceu sete lutas consecutivas MMA (todas por (T)KO/finalização), incluindo duas no UFC, Hyun Gyu Lim não era exatamente o garoto que você esperaria ver sacudindo o Octógono e encabeçando o evento deste sábado, em Singapura contra Tarec Saffiedine .

"Quando eu era jovem, meu corpo era muito fraco e eu não era um atleta muito bom", disse Lim. "Ficava muito doente e me contundia com frequência."

Esse não seria o caso por muito tempo, e depois de uma temporada no exército , onde descobriu o MMA ao assistir o PRIDE e o Spritu MC , o nativo de Seul ingressou na Korean Top Team a fim de aprender o esporte .

"Depois de um tempo , a luta parecia ser apenas a coisa natural a fazer depois de tudo esse  treinamento", disse Lim, mas, para seus pais, ele ainda era o garoto fraquinho. Assim, ele não lhes disse nada quando se tornou profissional em 2006. Eventualmente, eles descobriram.
 
"No começo eu lutei em segredo e os meus pais não sabiam , mas um dia eles me viram na TV", disse ele. "Eles eram contra. Agora eles me motivam, mas é claro que ainda se preocupam comigo."

Essa é a tarefa dos pais, mas eles não precisam se preocupar muito com o seu filho, Lim provou que pode se sair muito bem em uma luta, algo que não aconteceu no início, já que ele só conseguiu um recorde de 5-3 -1, não é exatamente algo que o UFC se interesse. Mas depois de derrotas seguidas para Max Fernandez e Dmitry Samoilov em 2008-09, ele virou a mesa.

"Essa foi a minha primeira vez que perdi duas lutas seguidas", disse Lim, rindo enquanto finge um ataque cardíaco pensando naquela luta com Samoilov. "Depois disso, eu tratei meus outros duelos como se fossem os últimos da minha vida. Continuei a ter essa mentalidade para me manter afiado ."

Tem funcionado e são sete vitórias consecutivas, incluindo nocautes no UFC sobre Marcelo "Magrão" Guimarães e Pascal Krauss, mas mesmo tendo se tornado uma astro em ascensão no UFC, por um tempo, ele teve que fazer o jogo de espera, enquanto observava seus compatriotas sul-coreanos construírem seus caminhos até o Octógono . No entanto, em vez de invejá-los, Lim encontrou inspiração no sucesso deles.

"Sempre que um lutador sul-coreano conseguia entrar no UFC ficávamos todos muito felizes", disse ele. "Eu pensava que uma barreira tinha sido quebrada, e que o UFC estava aberto para todos os lutadores sul-coreanos que se empenhava, especialmente quando Dong Hyun Kim fez sua primeira aparição. Após Dongi Yang conseguiu entrar no UFC e fazer sua estreia, eu o acompanhei no evento. Depois que vi o que era, disse a mim mesmo, 'Nada importa, tenho que entrar no UFC.' Quando eu vi o Octógono, foi como ver o Santo Graal. (Risos) Eu queria muito entrar no UFC."

Ele conseguiu  em março passado, nocauteando o brasileiro Marcelo Magrão no segundo assalto. Cinco meses mais tarde, ele fez o mesmo com Pascal Krauss, ganhando o bônus de Luta da Noite. Você poderia dizer que ele, sozinho, destruiu a idéia do nervosismo em atuar pela primeira vez no UFC , mas não é assim, admite o atleta de 28 anos.

"O nervosismo do UFC é real", ele ri . "Todo mundo fica nervoso, especialmente em um grande palco como o UFC. Estou nervoso no vestiário antes da luta, mas quando entro no octógono , esse nervosismo se transforma em energia. É realmente uma mudança de mentalidade . É estranho , mas quando as postas do cage se fecham, fico tranquilo e em paz."

No entanto, mesmo com 16 lutas profissionais em seu currículo e mais experiência do que Saffiedine no UFC , que está fazendo sua estréia no Octógono, Lim percebe que bater o belga será uma tarefa diferente do que ele já enfrentou antes , mas ele está preparado.

"De todos os meus adversários, Tarec é a maior ameaça que já enfrentei ", disse ele . "Ele é um campeão do mundial e um grande lutador. Se vencê-lo, eu vou ter superado o maior obstáculo que já enfrentei."


 
Quarta-feira, Abril 16
16:15
BRT
Quebec City, Canada

Media

Recente
The Ultimate Fighter Nations Finale weigh-in at Colisee Pepsi on April 15, 2014 in Quebec City, Quebec, Canada. (Photo by Josh Hedges/Zuffa LLC/Zuffa LLC via Getty Images)
15/04/2014
Watch the official weigh-in for TUF Nations Finale: Bisping vs. Kennedy, live Tuesday, April 15th at 5pm BRT.
12/04/2014
Watch the post-fight press conference live following the event.
14/04/2014
Watch the official weigh-in for FOX UFC Saturday: Werdum vs. Browne, live Friday, April 18th at 4pm/1pm ETPT.
14/04/2014