Julianna Peña: A figura do TUF 18

"Não me importo qual é o seu nome, não me importo com quantas pessoas você lutou, eu sou uma força a ser reconhecida, e se você me subestimar, será um erro da sua parte." - Julianna Peña
ñFinalista do TUF 18 - Julianna PeñaSempre existe uma. Em cada temporada do The Ultimate Fighter, tem um membro do elenco que captura a imaginação dos fãs ou faz seu sangue ferver. Não existe meio termo quando se trata de lutadores como Chris Leben, Junie Browning ou Julian Lane. Mas a figura do peso galo Julianna Peña se diferencia do trio mencionado, ela não estará lutando no card preliminar nem estará sentada em casa, ao invés disso, ela estará lutando pelo título do TUF 18 contra Jessica Rakoczy,  e amando ou odiando, você provavelmente estará assistindo.

"Não existe meio feliz aqui", disse Julianna. "É interessante porque geralmente recebo muito amor ou muito ódio, e de qualquer jeito fico feliz. Sinto que todos os episódios interessantes são quando focam em mim e no que eu faço ao invés deles e do que eles podem fazer. Então é engraçado. Eu os vejo se focando em mim e em eu sendo aquela pessoa que é a odiada, e dou as boas vindas a isso e encorajo. Enquanto estiverem falando, estou feliz."

Assine o Combate assista todas as edições do UFC ao vivo

O que Julianna não conta é que antes de saber que estavam aceitando mulheres pela primeira vez, ela estava em uma encruzilhada em sua carreira profissional que começou em 2009. Começando com 4-0, ela foi de vitórias e derrotas contra Sarah Moras e DeAnna Bennett, deixando a no limbo. Strikeforce?? UFC? Não. Ela precisava de outra forma de intervenção.

"Eu preciso do TUF para estar 110%", ela disse. "O telefone não estava tocando, e eu estava aceitando lutas ruins em cima da hora que nunca devia aceitar, e não estava ficando nada bom para mim. Então quando ouvi sobre a oportunidade de participar do TUF, entrei de cabeça e disse 'esse era o momento pelo qual esperava.' E acredito que estava no lugar certo na hora certa e que tudo acontece por uma razão. Estava exatamente onde precisava estar, e mais grata ainda que Dana [White] havia mudado sua opinião sobre trazer mulheres para o UFC."

Depois de vencer Gina Manzani para ganhar o lugar no elenco final, Julianna foi escolhida primeira pela parceira de treinos de longa data Miesha Tate, e foi presumidamente alimentada por lobos quando foi colocada contra a principal escolha de Ronda Rousey, Shayna Basler, para sua próxima luta. Oito minutos e oito segundos depois, Pena estava na semifinal após finalizar Shayna.

"Quando venci minha primeira luta para chegar na casa, tinha um pouco de confiança  adicionada porque estava vindo de duas derrotas, e lembrei como era vencer e me senti ótima", ela disse. "Quando venci a Shayna, foi uma maior reviravolta, e me deu confiança para dizer, não me importo qual é o seu nome, não me importo com quantas pessoas você lutou, eu sou uma força a ser reconhecida, e se você me subestimar, será um erro da sua parte. Nunca me descarte. E ajudou na minha confiança porque no começo eu estava me preocupando com o fato de ela ser uma ótima lutadora que lutou com diversas grandes atletas no passado e alguém que já vi lutar ao vivo."

Porém, confiante como é, ela não está subestimando seu status de favorita neste fim de semana. Longe disto.

"Eu não subestimo nenhum oponente que luto porque fiz isso quando lutei com Sarah Moras e não deu certo para mim", disse Julianna. "Agora, seguindo em frente, você aprende com suas experiências, e não acho ok você subestimar seu oponente. Eu mantenho meu foco sabendo na minha cabeça e realmente acreditando que a Jessica Rakoczy é uma oponente perigosa. Eu a levo muito a sério, ela é perigosa, e eu estou com medo."



Sábado, Abril 26
11PM
BRST
Baltimore, MD

Media

Recente
Naquele que muitos consideraram o maior duelo meio-pesado ​​de todos os tempos, Jon Jones conseguiu levar a melhor sobre Alexander Gustafsson em 3 dos 5 rounds e manter seu cinturão de campeão. Veja os bastidores e a histórica luta por ângulos inéditos.
22/04/2014
Watch the ticket on-sale press conference for UFC 174: Johnson vs. Bagautinov, live Tuesday, April 22nd at 6pm BRT.
21/04/2014
Max Holloway voltaba vencer após derrotas seguidas ao liquidar o gigante peso pena Will Chope. Holloway volta a luta no UFC 172 contra Andre Fili (Team Alpha Male) no sábado, dia 26 de abril.
18/04/2014
Jon Jones aplica uma perfeita cotovelada rodada em Stephan Bonnar que fez matchmaker Joe Silva pular da cadeira nesta edição da técnica da semana.
21/04/2014