Lyoto, Lineker e Jessica são 100% na Inglaterra

Trio detona seus oponentes no Octógono e fecha a noite com aproveitamento perfeito para o Brasil
Doze lutas embalaram a arena em Manchester, Inglaterra, palco do UFC Fight Night no Combate – Machida x Munoz, neste sábado. E os resultados foram favoráveis para a torcida brasileira, que pôde conferir a vitória de Lyoto “The Dragon” Machida no combate principal, contra Mark Munoz, além dos triunfos de John Lineker e Jessica “Bate Estaca’ Andrade. Os três lutadores tupiniquins derrotaram de forma expressiva seus oponentes, o que rendeu um aproveitamento de 100% na edição.

Na principal luta da noite, Lyoto Machida, ex-campeão meio-pesado do UFC, se apresentou pela primeira vez entre os pesos médios. Vindo de derrota para Phil Davis e tendo sofrido críticas por conta de algumas lutas com pouca emoção, o brasileiro sabia que teria que fazer bonito. Um tempero extra para o confronto, Machida tinha pela frente Mark Munoz, que é seu companheiro de treinos na Black House, sua equipe nos Estados Unidos.

A luta começo bem estudada, mas, deixando de lado a estratégia de jogar nos contragolpes, Lyoto logo buscou usar os chutes, tendo conectado alguns na linha de cintura de Munoz. Aos 3min10s do round inicial, o “The Dragon” arriscou um chute alto de esquerda que acertou em cheio o rosto do adversário, que caiu ao chão nocauteado.

“Agora, com tudo acabado, a amizade continua. Peço desculpas ao Mark Munoz e agradeço por ter lutado comigo”, resumiu Machida, agora com 20 triunfos no MMA e apenas quatro derrotas.  Ainda no Octógono, o brasileiro também comentou que não teve tanta dificuldade para bater o peso na categoria mais leve, mas que, se for a vontade do UFC, volta a lutar entre os meio-pesados sem problemas.

A luta co-principal da noite acabou de forma frustrante para o público. Melvin Guillard já pressionava Ross Pearson quando encurralou o oponente nas grades para despejar duas joelhadas. Árbitro central, Marc Goddard interpretou que os golpes foram desferidos enquanto Pearson estava de quatro apoios. Com um profundo corte na testa, Ross não teve condições de prosseguir e foi decretado, a 1min57s, o no contest (sem resultado).

John Lineker tinha que fazer um bom serviço na arena em Manchester. Pela terceira vez, o brazuca teve problemas na pesagem oficial, estourando o limite da categoria peso mosca. Ciente disso, Lineker foi com tudo para cima do atleta local Phil Harris. Com um boxe impecável, o “Mão de Pedra” despejou socos por todos os lados e abriu vantagem com dois knockdowns. Harris não conseguia diminuir o ímpeto do oponente, nem mesmo reagir às sequências de golpes. Com socos na linha de cintura, Lineker soltou uma bomba de direita no abdômen de Phil, que acusou imediatamente o ataque. O nocaute foi em apenas 2min51s de combate.

“Estou muito feliz por mais um nocaute, é o que sempre busco nas lutas. Busco sempre a linha de cintura e tem que ter cuidado com as minhas mãos, elas são pesadas! Agradeço a Deus e a toda a equipe, além do UFC”, comemorou Lineker, que chega à quarta vitória seguida.

Nas outras lutas do card principal, o inglês Jimi Manuwa já dava uma dura em Ryan Jimmo, quando, aos 4min41s do segundo round, Jimmo torceu o pé esquerdo enquanto caminhava no Octógono, caiu ao chão e o confronto teve que ser interrompido. Com 14 vitórias, invicto, Manuwa consegue o terceiro triunfo entre os meio-pesados do UFC. Entre os pesos leves, o irlandês Norman Parke controlou muito bem Jon Tuck para vencer por decisão unânime e chegar ao terceiro resultado positivo em sequência no Ultimate. Já o italiano Alessio Sakarra segue em fase ruim. Depois de começar bem na trocação contra o estreante no evento Nicholas Musoke, foi surpreendido. Caiu por cima no solo, mas sofreu um rápido bote no braço e acabou finalizado por um armlock aos 3min7s do assalto inicial.

Na preliminar mais aguardado pelos fãs brasileiros, Jessica “Bate Estaca” Andrade, em sua segunda apresentação pelo UFC, encarou a experiente Rosi Sexton, uma lutadora com condições de atrapalhar seu caminho no intuído de alcançar a primeira vitória na organização. Mas a brasileira, que vinha de derrota para Liz Carmouche, demonstrou muita vontade e não deu chances à oponente, que foi controlada em todos os três rounds. Jessica castigou Sexton na trocação. Prensou a inglesa nas grades e despejou variações com socos, chutes e joelhadas. Chegou muitas vezes perto do nocaute mas, diante de uma adversária com força de vontade fora do comum, acabou vencendo na decisão dos jurados.

“Ela é muito dura, foi uma honra tê-la enfrentado. É sempre bom ter adversárias assim, que aguentam pancada. Proporciona um bom show. Obrigado Inglaterra!”, comentou a paranaense que, depois de fazer história como primeira brasileira em ação no UFC, agora chega ao primeiro triunfo no evento, o décimo em 13 lutas (três derrotas). 

Em outros destaques nas preliminares, valeu o show de finalizações. Bradley Scott chegou ao primeiro resultado positivo na organização com uma guilhotina em Michael Kuiper, enquanto Jimy Hettes foi de triângulo contra Robert Whiteford. Já Luke Barnatt finalizou Andrew Craig com um mata-leão.

A próxima edição da organização, o UFC no Combate – Natal x Kennedy, é no dia 6 de novembro, nos EUA, e conta no card com os brasileiros Rafael Natal, Ronny Markes e Amanda Nunes.

Confira todos os resultados do UFC Fight Night no Combate – Machida x Munoz:

Lyoto Machida venceu Mark Munoz por KO aos 3min10s do R1
Ross Pearson e Melvin Guillard terminou em no contest (joelhada ilegal)
Jimi Manuwa venceu Ryan Jimmo por TKO (contusão) aos 4min41s do R2
Norman Parke venceu Jon Tuck por decisão unânime
Nicholas Musoke finalizou Alessio Sakara com um armlock aos 3min7s do R1
John Lineker venceu Phil Harris por TKO aos 2min51s do R1
Al Iaquinta venceu Piotr Hallmann por decisão unânime
Luke Barnatt finalizou Andrew Craig com um mata-leão aos 2min12s do R2
Jessica Andrade veceu Rosi Sexton por decisão unânime
Cole Miller venceu Andy Ogle por decisão unânime
Jimy Hettes venceu Robert Whiteford com um triângulo aos 2min17s do R2
Bradley Scott finalizou Michael Kuiper com uma guilhotina aos 4min17s do R1
Sábado, Abril 26
11PM
BRST
Baltimore, MD

Media

Recente
Naquele que muitos consideraram o maior duelo meio-pesado ​​de todos os tempos, Jon Jones conseguiu levar a melhor sobre Alexander Gustafsson em 3 dos 5 rounds e manter seu cinturão de campeão. Veja os bastidores e a histórica luta por ângulos inéditos.
22/04/2014
Watch the ticket on-sale press conference for UFC 174: Johnson vs. Bagautinov, live Tuesday, April 22nd at 6pm BRT.
21/04/2014
Max Holloway voltaba vencer após derrotas seguidas ao liquidar o gigante peso pena Will Chope. Holloway volta a luta no UFC 172 contra Andre Fili (Team Alpha Male) no sábado, dia 26 de abril.
18/04/2014
Jon Jones aplica uma perfeita cotovelada rodada em Stephan Bonnar que fez matchmaker Joe Silva pular da cadeira nesta edição da técnica da semana.
21/04/2014