Pezão espanta a má fase e derrota Browne por (T)KO

Leia abaixo o que aconteceu no UFC de sexta à noite...
Dos quatro brasileiros em ação no UFC: Browne vs Pezão, nesta sexta-feira, em Minneapolis, dois saíram do Octógono com os braços erguidos. Destaque para Antonio Silva, mais conhecido como Pezão. O lutador, que bateu 120gk na pesagem, o topo da categoria peso pesado, não tomou conhecimento de um oponente que vinha invicto numa série de 13 triunfos, nove deles no primeiro round.  

Pezão fez bonito contra Travis Browne e se recuperou da derrota para Cain Velasquez, sua estria na organização. Com a guarda fechada, tratou de conectar os primeiros golpes e usou bem o clinch. No seguimento, Pezão conectou uma bomba com a mão direita, um soco que derrubou Browne. O havaiano ainda recebeu alguns golpes até que o árbitro Herb Dean separa-se, aos 3min27s do primeiro round.  

Em outro desafio aguardado, John Dodson mostrou mais uma vez o porquê de ter sido campeão da 14ª edição do TUF. Teve pela frente o estreante em UFCs Jussier Formiga que, apesar da pouca experiência no evento, era apontado como um dos melhores do mundo no peso mosca. Depois do primeiro round bem parelho, Dodson encontrou a distância na segunda parcial, conseguiu um knockdown. Formiga se recuperou bem, mas Dodson foi novamente certeiro. O brasileiro caiu de quatro apoios, enquanto o oponente continuou golpeando. O nocaute foi aos 4min35s e John agora segue bem cotado à disputa de título, hoje sob poder de Demetrious Johnson.  

Em uma luta sem grandes emoções, Marcus LeVesseur foi um pouco melhor contra Carlo Prater. Ambos os lutadores vinham de resultado negativo e optaram por não se expor. Levesseur conseguiu aplicar quedas, enquanto Prater insistia na guilhotina, que não levava perigo ao oponente. No final dos três rounds, a opção foi por decisão dividida a favor de LeVesseur.
  
A luta entre Diego Nunes, primeiro brasileiro a subir no Octógono, e Bart Palaszewski trazia dois lutadores vindo de derrota e sedentos pelo triunfo. Desde o início, o brasileiro foi mais dominante que o polonês. Conectou bons socos, conseguiu knockdowns e trabalhou bem ao chão, seja alcançando posições de domínio ou com o ground and pound agressivo. Na terceira parcial, Palaszewski respondeu a altura e acertou bons golpes com os punhos, mostrando que ainda estava vivo na disputa. Mas Nunes se recuperou e seguiu rumo a vitória, por decisão unânime dos jurados. Foi a 18ª vitória do brasileiro, que conta com apenas três derrotas no MMA.  

Não por menos a luta de Diego foi escolhida a melhor da noite, o que valeu a ele e adversário o prêmio de US$40 mil. A melhor finalização foi ode Justin Edwards, que precisou de apenas 45s para guilhotinar Josh Neer. Já o nocaute foi o de Michael Johnson sobre Danny Castillo.  

Confira todos os resultados:  
Antonio Pezão venceu Travis Browne aos3min27s do R1  
Jake Ellenberger venceu Jay Hieron por decisão unânime  
John Dodson venceu Jussier Formiga por TKO aos aos 4min35s do R2  
Justin Edwards finalizou Josh Neer com uma guilhotina aos 45s do R1   
Michael Johnson venceu Danny Castillo por KO a 1min6s do R2  
Marcus LeVesseur venceu Carlo Prater por decisão dividida  
Jacob Volkmann finalizou Shane Roller com um estrangulamento aos 2min38s   
Diego Nunes venceu Bart Palaszewski por decisão unânime   
Darren Uyenoyama finalizou Phil Harris com uma guilhotina aos 3min38s do R2
Sábado, Abril 26
11PM
BRST
Baltimore, MD

Media

Recente
Os brasileiros campeões do UFC
UFC 172 Jones x Glover: a luta do ano!
Jon Jones e Glover Teixeira promete ser uma das lutas mais emocionantes do UFC. Atual campeão dos meios-pesados Jones tem uma sequência de 10 vitórias seguidas. Já o brasileiro não perde desde 2005. Quem vence essa batalha?
Naquele que muitos consideraram o maior duelo meio-pesado ​​de todos os tempos, Jon Jones conseguiu levar a melhor sobre Alexander Gustafsson em 3 dos 5 rounds e manter seu cinturão de campeão. Veja os bastidores e a histórica luta por ângulos inéditos.
22/04/2014