Top 25 do TUF - Parte dois

Top 25 do TUF continua - do número 17 até o nove.

A contagem regressiva dos melhores que já competiram no The Ultimate Fighter continua hoje do número 17 até o nove. Mas antes de seguirmos em frente, vamos dar uma sacada no Top 20 de 2009.   
   
Contagem regressiva, Top 20 de 2009 
20 - Kendall Grove   
19 - Patrick Cote   
18 - Joe Lauzon   
17 - Chris Leben 
16 - Tim Credeur  
15 - Efrain Escudero 
14 - Nate Diaz 
13 - Nate Quarry 
12 - Marcus Davis
11 - Josh Koscheck 
10 - Joe Stevenson  
9 - Mike Swick  
8 - Michael Bisping   
6 - Matt Serra  
5 - Gray Maynard
4 - Kenny Florian
3 - Diego Sanchez  
2 - Forrest Griffin  
1 - Rashad Evans   

Será que o resto da lista permanece a mesma? Vamos descobrir.   
   
17 - Melvin Guillard   
Cartel após o TUF: 9-4
 
O participante da segunda temporada, Melvin Guillard, sempre foi talentoso. A questão era, ele poderia manter seu jogo em conjunto para lidar com varias questões fora do ringue e algumas tragédias. Bem, uma vez que ele se filiou a equipe de Greg Jackson, em Albuquerque, uma nova versão do 'The Young Assassin' surgiu, e ele tem sido imparável, ganhando quatro seguidas e sete de seus oito últimos compromissos. Agora Guillard é uma figura importante na divisão leve e, atualmente, está nos seus melhores dias.   
Luta de definição - TKO, R1 sobre Evan Dunham
Conversa de TUF - "Eu já passei por tantos altos e baixos na minha carreira e na minha vida pessoal, e uma coisa que eu sempre lembro é que (o presidente do UFC) Dana (White) sempre foi bom e honesto comigo. Dana uma vez me disse, 'garoto, você tem todo o talento do mundo, e nós gostamos de você. Não desperdice isso'. Meu chefe vir e me dizer que eles realmente se importam, isso é uma coisa honrosa para mim, e se meu chefe acredita em mim, porque eu não deveria acreditar? Eu sou o meu pior inimigo. Mas estou feliz em ver o que estava fazendo de errado".
   
16 - Joe Stevenson   
Cartel após o TUF: 8-7
   
Joe Stevenson, um profissional desde os 16 anos de idade, estava prestes a se afastar do esporte quando ele recebeu o convite para competir na segunda temporada do The Ultimate Fighter. Stevenson foi sobre derrotar Jason Von Flue e Marcus Davis no show antes de ganhar o título daquela temporada do welterweight em uma guerra de três rounds com Lucas Cummo. Após sua passagem na TUF, Stevenson foi derrotado por Josh Neer, uma derrota que provocou uma queda para 155 libras. No peso leve, 'Joe Daddy' encontrou seu lar, ganhando quatro vezes seguidas antes de começar apresentado pelo BJ Penn, em um desafio de 2008 para a coroa-£ 155 vagas. Stevenson atingiu uma fase difícil depois que, perdendo cinco de seus últimos oito, mas, dada a sua história, não é hora de contar a ele ainda.  
Luta de definição - Finalização, R1 sobre Melvin Guillard  
Conversa de TUF - "Eu provavelmente não teria continuado se não fosse para o show. O show é como um trampolim para as luta, e para o próprio atleta, era uma oportunidade que eu não poderia deixar passar. Há coisas em sua vida que você simplesmente não diz não".
   
15 - Mike Swick   
Cartel após o TUF: 9-3
   
Uma estrela em ascensão que havia vencido cinco das seis lutas antes de aparecer na temporada um do TUF, Mike Swick solidificou sua posição como uma das perspectivas top do MMA durante o show, perdendor uma luta difícil para Stephan Bonnar e, em seguida, marcou território na divisão de médios, vencendo quatro consecutivas no primeiro round e derrotando por decisão o ex-desafiante ao cinturão, David Loiseau. Mas, depois de perder por decisçao para Yushin Okami, Swick ressurgiu na divisão meio-médio. Conseguindo se firmar com vitórias por decisão sobre Josh Burkman e Marcus Davis, mas foi em seus dois últimos triunfos que ele finalmente parecia estar aclimatado atpe 77kg, parando Jonathan Goulet e Ben Saunders. Em suas duas últimas lutas, porém, Swick perdeu para Dan Hardy e Paulo Thiago, e depois de um tempo afastado para tratar um problema no esôfago, ele espera voltar à ação em breve.   
Luta de definição - TKO, R2 sobre Ben Saunders   
Conversa de TUF - "Este é o meu trabalho. Estou muito apaixonado por isso e quero subir e ser o melhor do mundo. Desisti de uma parcela enorme da minha vida para isso, e eu não fiz isso por nada. Estou levando ao topo, de uma forma ou de outra".
   
14 - Matt Serra   
Cartel após o TUF: 3-3
 
Como o Matt Serra, um cara que tem um recorde com 50% de aproveitamento desde a conquista The Ultimate Fighter pode chegar ao número seis na lista? Bem, primeiro, uma das três vitórias serviu para tomar a coroa do meio-médio do UFC com um nocaute sobre Georges St-Pierre, um homem que muitos acreditam, um dia, ser visto como o maior meiom-médio de todos os tempos, e dois, uma das derrotas (uma decisão apertada) veio para o homem que detém atualmente o título de maior meio-médio já visto - Matt Hughes. Adicione a vitória na final do TUF 4 sobre Chris Lytle ( Lytle se vingou em 2010), mais suas vitórias no show diante de Shonie Carter e Pete Spratt, as vitórias no UFC sobre Frank Trigg, Yves Edwards e Jeff 'Sapão' Curran, e suas batalhas memoráveis com Carter, BJ Penn, Din Thomas e Karo Parisyan, e você tem um corpo de trabalho que, certamente, garante seu lugar entre os melhores lutadores que já apareceram no The Ultimate Fighter.   
Luta de definição - TKO, R1 sobre Georges St-Pierre   
Conversa de TUF - "Eu realmente estava em Manhattan no outro dia e fui parado umas seis vezes por pessoas me desejando boa sorte e coisas assim. Então eu estava na 7-11 e esse cara parou e disse, 'cara, você olha apenas como Matt Serra.' É meio surreal. Mas escute, isso pode mudar de uma hora para outra, assim me mantenho com os pés no chão. Eu não vou deixar nada subir à minha cabeça. Eu fui para lá (TUF) pensando que se me saísse bem e mostrasse alguma habilidade, eu pode realmente ajudar a minha academia. É claro que eu queria ganhar, mas sabia que havia um monte de caras durões lá e eu não queria me precipitar. Eu só disse 'cara, isso realmente poderia fazer maravilhas para a minha academia'. Isto é o que faço da vida, ensinar Jiu-jitsu. As matrículas minha academia aumentaram bastante, tem sido uma bênção, e eu estou me mantendo com os pés no chão".   
   
13 - Krzysztof Soszynski   
Cartel após o TUF: 5-2
   
Se você dissesse que a carreira de Krzysztof Soszynski antes do The Ultimate Fighter 8 assemelhava-se a de um cara que roda por várias organizações, ele provavelmente concordaria com você. Mas essa é a vida que você leva quando se está aprendendo sobre o trabalho e figurando em concorrência mortal regularmente. Essa rotina fez de Soszynski um lutador perigoso quando era hora de pisar no palco do mundo, e desde o TUF, ele provou estar em seu melhor, já ele venceu cinco das sete lutas no UFC, com os únicos tropeços foram provenientes de combates com Brandon Vera e Stephan Bonnar (na revanche). Em sua luta mais recente, no UFC 122, 'The Polish Experiment' derrotou Goran Reljic manter sua seqüência improvável de excelência fluindo.   
Luta de definição - TKO, R3 sobre Stephan Bonnar   
Conversa de TUF - "As pessoas olham para o meu recorde e pensam: 'oh, ele é apenas um lutador medíocre e entrou no show com The Ultimate Fighter. Mas, para mim, eu trabalho muito duro todos os dias na academia, eu dou tudo que tenho para este esporte e apesar de eu ter nove derrotas, a maioria delas foram no começo da carreira quando eu realmente não sabia nada e não treinava com alguém que estava no alto nível e que pudesse me ensinar o caminho certo. Tem sido uma experiência de aprendizagem pelos últimos seis anos, finalmente consegui, e vou ficar com ela e continuar a treinar forte".   
   
12 - Matt Wiman  
Cartel após o TUF: 7-2
   
Com um estilo de luta emocionante, com sete vitórias no UFC, e uma personalidade cativante, você tem que perguntar por Matt Wiman não é uma estrela ainda. Mas com a sua vitória mais recente, três rounds de domínio sobre o parceiro do TUF5 Cole Miller, Wiman pode ter começado esse movimento para conscientizar todos. E se ele não for isso, você pode ter certeza que uma vitória sobre Dennis Siver no UFC 132 em julho, irá certamente fazer mudar as coisas.  
Luta de definição - Vitória por decisão sobre Cole Miller  
Conversa de TUF - "Eu não me sinto confortável quando estou de bobeira. Eu não me sinto confortável se não estou trabalhando duro por alguma coisa, e se estou fazendo uma luta sem riscos, sinto como se o outro cara está tramando e planejado, então eu quero colocá-lo na defensiva e eu quero ditar o ritmo e mostra uma luta para ele. Eu tentei lutar de outras maneiras e tentei ser excessivamente técnico, e isso simplesmente não funciona para mim. Eu, obviamente, melhorei a técnica, tenho boa técnica, mas isso não é o mais importante para mim - gosto de ditar o ritmo e tomar as rédeas, não de forma irresponsável, mas de uma forma inteligente".   
   
11 - Chris Leben   
Cartel após o TUF: 11-6
   
Se você amava ou odiava, Chris Leben sempre despertou sentimentos fortes dos fãs de MMA ao ser garoto-propaganda para um mau comportamento na primeira temporada do TUF. A sua carreira pós-TUF também combinava com a sua personalidade, graças aos altos e baixos, que sempre foram emocionantes, independentemente do resultado final. E embora Leben estava com 50% de aproveitamento nos seus últimos seis compromissos, você não pode esquecer dos 5-0 que iniciaram sua carreira no UFC e as vitórias de virada em 2010 sobre Aaron Simpson e Yoshihiro Akiyama, com apenas duas semanas de intervalo, momentos que ficarão para sempre na mente dos fãs do 'The Crippler'.   
Luta de definição - Finalização, R3 sobre Yoshihiro Akiyama
Conversa de TUF - "Eu sou um daqueles caras que sempre pensei que seria famoso. Eu pensei que seria alguém importante antes que fosse alguém importante, eu acho. Na minha mente, as pessoas deveriam sempre apontar para mim e dizer, 'Ei, lá vai Chris Leben'".   
   
10 - Nate Diaz   
Cartel após o TUF: 8-4
 
Com a atitude de um verdadeiro lutador e linhagem boa (o irmão Nick é um veterano do UFC), Nate Diaz seria parte do UFC com ou sem o The Ultimate Fighter. Mas o salto inicial do reality show para o californiano de Stockton, começou e ele venceu Rob Emerson, Corey Hill, Gray Maynard e Manny Gamburyan para ganhar o título da quinta temporada. Ele continuou a sua carreira de sucesso, com oito vitórias no octógono, incluindo finalizações impressionantes sobre Rory Markham e Marcus Davis em sua nova casa, até 77kg.   
Luta de definição - Finalização, R2 sobre Kurt Pellegrino
Conversa de TUF - "Eu conversei com meu irmão e meu agente, Cesar Gracie, e eles estavam me dizendo que seria provavelmente a melhor coisa para mim. Eu definitivamente não estava muito animado em participar. Eu queria e não queria ao mesmo tempo. Eu não sinto que era muito bom na câmera, e eu não sou bom em entrevistas, mas estou feliz que fiz do jeito que saiu. Eu achei que ia ser um dos menos experientes na casa, para ser honesto com você. Uma vez lá, percebi que havia pessoas com menos lutas do que eu, mas tinha pressão. Eu achei que tinha uma boa chance, com certeza".
   
9 - Matt Hamill   
Cartel após o TUF: 9-2   
O talento bruto de Matt Hamill era evidente na terceira temporada do The Ultimate Fighter, mas não era até ele se recuperar de uma derrota por TKO para Rich Franklin dois anos após sua estréia no octógono. Desde a luta com Franklin, Hamill venceu cinco vezes seguidas, com apenas uma vitória sua, a desclassificação de Jon Jones, sendo um desempenho ruim. E quando Mark Munoz, Tito Ortiz e Keith Jardine são os tipos de concorrentes que você está batendo, você é um candidato legítimo. No UFC 130, Hamill irá dar o próximo passo para disputar o título quando enfrenta 'Rampage ' Jackson.   
Luta de definição - Vitória por decisão sobre Tito Ortiz   
Conversa de TUF - "No wrestling, o sucesso veio rápido. Veio de forma natural, o tapete era a minha casa. A adesão a este esporte tem sido um desafio. Eu aprendo coisas novas todos os dias e os outros podem me derrubar, coisa que nunca poderiam no wrestling. Mas eu estou ficando melhor e lutando para figurar no topo do MMA também".

Sábado, Abril 26
11PM
BRST
Baltimore, MD

Media

Recente
Os brasileiros campeões do UFC
UFC 172 Jones x Glover: a luta do ano!
Jon Jones e Glover Teixeira promete ser uma das lutas mais emocionantes do UFC. Atual campeão dos meios-pesados Jones tem uma sequência de 10 vitórias seguidas. Já o brasileiro não perde desde 2005. Quem vence essa batalha?
Naquele que muitos consideraram o maior duelo meio-pesado ​​de todos os tempos, Jon Jones conseguiu levar a melhor sobre Alexander Gustafsson em 3 dos 5 rounds e manter seu cinturão de campeão. Veja os bastidores e a histórica luta por ângulos inéditos.
22/04/2014