Preliminares do TUF 17 Finale: Samman brilha no topo com um TKO

Leia abaixo os resultados das preliminares do TUF 17 Finale
O presidente do UFC Dana White ficou tão impressionado com a qualidade das lutas durante a 17 ª temporada do TUF, que prometeu a todos os membros do elenco uma luta no UFC, uma decisão que valeu a pena durante o TUF Finale. Depois de abrir com um trio de empolgantes lutas preliminares no peso pena, o card que antecede o principal apresentou mais quatro lutas dos médios, com sete lutadores da temporada, uma finalização e dois nocautes técnicos no Mandalay Bay Events Center de Las Vegas.

Kevin Casey vs Josh Samman 
Na última preliminar, envolvendo médios do TUF 17, Kevin Casey sofreu um TKO no segundo pelas mãos e joelhadas implacáveis  de Josh Samman Samman. 

Casey desferiu um chute, escorregou e Samman instintivamente foi para cima. Em um dos mais loucos primeiros minutos na memória do UFC, Casey encaixou um triângulo, Samman levantou e arremessou Casey no solo. Casey manteve a pressão em torno da cabeça e do braço de Samman, e Samman novamente levantou-se para bater com Casey no chão mais uma vez, desta vez sem sucesso. O faixa-preta dos Gracie fez a transição para um armlock, e desta vez, Samman conseguiu sacudir e escapar da finalização. Casey caiu por cima e, então, passou a maior parte do round controlando de dentro da guarda aberta de Samman, qu lutava para para reverter. Samman finalmente voltou em pés no minuto final, Casey acertou um forte joelhada no corpo, e Samman deu o troco na mesma moeda – com uma meia dúzia ou mais – dando indícios do que viria pela frente. 

Na segundo assalto, Samman novamente buscou o Thai clinch e aplicou as joelhadas, que ditaram o ritmo da luta. Casey defendeu com uppercuts e socos no corpo, mas seu gás parecia estar nas últimas, e Samman controlou completamente a ação. Uma série de joelhadas colocaram Casey cambaleando junto as grades, mesmo assim ele voltou em pé. Porém, Casey não conseguia evitar o clinch e o árbitro Herb Dean observava a ação de perto, encerrando o combate aos 2:17 após Casey cair de joelhos uma segunda vez e, em seguida, no solo após depois um soco de Samman. 

Collin Hart vs Luke Barnatt
De Cambridge, Inglaterra, Luke Barnatt utilizou sua maior envergadura e defesa de quedas para conseguir uma vitória  no dia de seu aniversário diante do californiano Collin Hart. Uma decisão unânime em três sangrentos assaltos.

Hart foi com tudo para cima quando o round começou, fazendo andar para traz e tentar uma queda, mas foi Barnatt que conseguiu levar para baixo, voltando rapidamente em pé. O alto Barnatt lançou joelhadas, mas, na curta distância, Hart balançou Barnatt esquerdas, socos no corpo e uppercuts. Barnatt, por outro lado, utilizava fortes golpes da longa distância com um bom trabalho d epernas que o mantinha longe de ser encurralado nas grades.

Conforme o tempo passava, os participantes do TUF 17 tiveram seus momentos - Hart com um suplex no primeiro round; Barnatt com uma guilhotina em pé no segundo, mas a maior parte dos danos vieram das trocas de golpes. Barnatt parecia mais arisco em pé e chutando as pernas de Hart. Mas Hart pressionava com tudo que tinha, aplicando uma queda.  No fim, os jurados apontaram Barnatt, a primeira escolha de Chael Sonnen no TUF 17, com dezenas parciais de 29-28, 29-28 e 30-27.

Jimmy Quinlan vs Dylan Andrews

Não era exatamente um polícia e ladrão, mas Dylan "The Villain" Andrews evitou o policial de Massachusetts Jimmy Quinlan, vencendo por no primeiro round.  O invicto Quinlan nçao escondeu suas intenções, indo imediatamente para uma queda e, após dois minutos de luta em cima, ele conseguiu derrubar Andrews. Quinlan passou rapidamente dos cem quilos para a montada, mas Andrews escapoliu e voltou em pé.

Quinlan foi para a queda novamente, Andrews colocou os ganchos, tentou armlocks e cotoveladas para voltar a luta em pé. O árbitro re-iniciou as coisas no centro do Octógono. De lá, Andrews derrubou Quinlan com uma direita, seguida de um uppercut e Quinlan caiu, mais socos foram desferidos por Andrews até a interrupção aos 3:22. 

"É muito difícil tentar explicar os sentimentos que tenho agora", disse Andrews. "Sonhei com esse dia. Ser escolhido por último no programa me deu a motivação para provar a mim mesmo", disse o membro do Team Jones.

Bristol Marunde vs Clint Hester 
Os médios Clint Hester e Bristol Marunde começaram um pouco lentos, mas fizeram a luta ferver e Hester venceu de forma dramática no terceiro round por TKO. Apesar de pouca diferença na altura, Hester possuía uma vantagem enorme na envergadura e a utilizou. 

Hester avançou com jabs e low kicks, nada conectou e o público xiou. A ação finalmente começou quando Marunde segurou um chute de Hester e o derrubou, caindo em sua guarda. Hester aplicou cotoveladas e Marunde buscou um armlock, dando à Hester a oportunidade voltar em pé, e foi o que aconteceu. Hester reverteu, caiu por cima e aplicou marteladas. Marunde resistiu tentando um single leg e, depois de receber vários golpes, terminou o round novamente na guarda de Hester.

A trocação ficou franca no centro do Octógono durante o segundo assalto, com Hester castigando o corpo de Marunde com joelhadas. Marunde tentou um chute e caiu, Hester foi para cima acertando golpes no corpo e jogando peso sobre Marunde que fazia muita força para derrubar, finalmente consgeuindo. Da guarda, Hester foi para o triângulo, mas Marunde levantou, e então sofreu pedaladas. Após isso, a luta se anteve nesse ritmo lá e cá até que no terceiro round Hester conectou um cotovelada durante a trocação e Marunde caiu, o árbitro já tinha visto o bastante e parou o duelo aos 3:53.

Bart Palaszewski vs Cole Miller 
O que esperar de dois veteranos do Octógono? Tudo! E talvez mesmo assim você se surpeenda quando algo além desse "tudo" aparece.

Foi assim que Cole Miller finalizou Bart Palaszewski na terceira luta entre os penas das preliminares. Os longos braços e pernas de Miller poderiam apresentar problemas para o melhor trocador, porém mais baixo Palaszewski. Porém ele conseguia encurtar bem e conectar seus socos e alguns chutes nas pernas. Entretanto, na única oportunidade que Miller, da America Top Team de Ricardo Liborio, teve para derrubar, ele não apenas fez isso, como também agiu rapidamente para pegas as costas e encaixar, na marra, um estrangulamento que fez o também faixa-preta de Jiu-jitsu desistir aos 4:23. Simples assim!

Maximo Blanco vs Sam Sicilia
A luta foi o que podemos chamar de eletrizante. Sam Sicila é conhecido por sua direita pesada, mas ele teve que lidar com a maior versatilidade de Maximo Blanco. Cada um dos competidores teve seu momento de vantagem no solo e em pé – Blanco conseguiu impôr melhor seu jogo durante os três rounds, apesar de Sicila sacudir a cabeça do venezuelano. No final, um triplo 29-28 para Blanco. 

Daniel Pineda vs Justin Lawrence 
Apenas 95 segundos foram o bastante para Daniel "The Pit" Pineda finalizar Justin "The American Kidd" Lawrence com uma kimura na abertura o evento em Las Vegas.
Sábado, Abril 26
11PM
BRST
Baltimore, MD

Media

Recente
Os brasileiros campeões do UFC
UFC 172 Jones x Glover: a luta do ano!
Jon Jones e Glover Teixeira promete ser uma das lutas mais emocionantes do UFC. Atual campeão dos meios-pesados Jones tem uma sequência de 10 vitórias seguidas. Já o brasileiro não perde desde 2005. Quem vence essa batalha?
Naquele que muitos consideraram o maior duelo meio-pesado ​​de todos os tempos, Jon Jones conseguiu levar a melhor sobre Alexander Gustafsson em 3 dos 5 rounds e manter seu cinturão de campeão. Veja os bastidores e a histórica luta por ângulos inéditos.
22/04/2014