Polêmicas, reviravoltas e finalizações nas preliminares do UFC Condit x Kampmann 2

Read on for results of the UFC Fight Night: Condit vs. Kampmann 2 prelims...
No ContestOs fãs de Indianápolis presentes no Bankers Life Fieldhouse viram reviravoltas, desistências e paralisações paralisações nas lutas preliminares do UFC Fight Night Combate: Condit vs Kampmann 2. O lutador  local Darren Elkins teve o maior ovação, enquanto o novato Brandon Thatch deixa uma ótima impressão em sua estreia no Octógono.

Fechando o card preliminar, uma embate que ia rumando para uma decisão, devido ao ritmo não muito acelerado de Papy Abedi e Dylan Andrews, teve sua reviravolta no terceiro assalto quando "The Villain " usou dois potentes uppercuts para abalar e enviar o sueco Abedi para o solo. Esparramado no chão, Abedi foi vítima de uma série de socos que levaram o árbitro a interromper a luta a 1:32 – decretando o nocaute técnico.

Mesmo possuindo o apelido de “Fast Eddy”(Eddy Rápido), Justin Edwards não conseguiu segurar o ímpeto do estreante Brandon "Rukus" Thatch que acabou a luta antes do relógio alcançar a marca de 1:25. Uma blitz de chutes altos, joelhadas e socos determinaram o final da luta a favor de Thatch.

"Estou sempre preparado para uma luta de três rounds , mas quando tive a oportunidade de liquidar, fui com tudo para cima dele", disse Thatch. "Bati nele com uma joelhada muito dura na cabeça e ele continuou vindo. Ele foi incrivelmente duro."

Na primeira luta da noite que foi para a decisão, os pesos penas Darren Elkins e Hatsu Hioki alternaram domínio na trocação e no solo. No final, Elkins, de Indiana, conquistou a suada vitória por Triângulo de mão de Zakdecisão unânime com parciais de 29-28.

Os dois lutadores surpreenderam ao trocarem francamente durante a maior parte do primeiro round, Hioki, um submission grappler, variava golpes no rosto e na linha de cintura, já o wrestler americano não ficava muito atrás acertando o japonês com bons diretos.

A alternância de posições na luta de solo parecia favorecer o mais polido Hioki, mas em todas as oportunidades que Elkins tinha de aplicar seu maciço ground and pound, ele executava com contundência.

No fim, a solidez nos golpes de Elkins fez a diferença e ele chegou a marca de 6-1 como peso pena do UFC.

Assista a entrevista pós-luta com Elkins

Os estrangulamentos bem encaixados fizeram suas vítimas nas vitórias de Jason "The Kansas City Bandit"  High e Zak Cummings sobre James Head e Benny Aloway. Uma guilhotina de High fez Head desistir no começo do assalto, 1:41; e Cummings preparou muito bem seu triângulo de mão, dominando a cabeça de "Blanco" até chegar ao momento do bote e encaixar o seu golpe derradeiro aos 4:19, também do round inicial.

Assista a entrevista pós-luta com High


'The Villain' acabando com PapyAssista a entrevista pós-luta com Cummings

Abel Trujillo e Roger Bowling abriram a tarde de lutas (no horário brasileiro) com muita trocação que impressionou a todos pela absorção de golpes dos dois. A ação estava eletrizante com tentativa de quedas lá e cá e cada um tendo seu melhor momento na luta de abertura.

Porém, com menos de 3 segundos para o fim do segundo round, Bowling acusou uma joelhada ilegal no rosto quando estava ajoelhado e o árbitro interrompeu. Após ser atendido pela médica do Octógono, Bowling não foi liberado para retornar e foi declarado o No Contest devido a um golpe involuntário.

"Eu fui atingido com uma joelhada ilegal", disse Bowling 11-4 ( 1NC ) . "Eu estava abaixado e ouvi '10 segundos! ' " Eu estava esperando para ouvir o sino e fui atingido com duas joelhadas. É o que é."

Trujillo 10-5 ( 1NF ) afirmou o contrário. "Eu vi que ele estava com problema e acertei a segunda joelhada na parte de cima do peito dele", disse ele . "O soco é o que realmente o machucou. Ele agiu para conseguir o no-contest."


Sábado, Abril 26
11PM
BRST
Baltimore, MD

Media

Recente
Os brasileiros campeões do UFC
UFC 172 Jones x Glover: a luta do ano!
Jon Jones e Glover Teixeira promete ser uma das lutas mais emocionantes do UFC. Atual campeão dos meios-pesados Jones tem uma sequência de 10 vitórias seguidas. Já o brasileiro não perde desde 2005. Quem vence essa batalha?
Naquele que muitos consideraram o maior duelo meio-pesado ​​de todos os tempos, Jon Jones conseguiu levar a melhor sobre Alexander Gustafsson em 3 dos 5 rounds e manter seu cinturão de campeão. Veja os bastidores e a histórica luta por ângulos inéditos.
22/04/2014